Destaque

Palhinhas ecológicas

Foi nos anos 50 que as palhinhas se tornaram mais comuns. Pensava-se serem indispensáveis na maior parte de restaurantes, no entanto a grande maioria já adotou novos métodos e sustentáveis. Ademais, em Portugal o uso de materiais de plástico já começou a “ficar fora de moda”, para além de vir mesmo a ser proibida a sua comercialização. Similarmente às palhinhas, temos o exemplo de pratos, talheres, palhetas para o café, copos e cotonetes.

Vantagens das palhinhas ecológicas

Quando não é feita a correta reciclagem do material plástico e este chega aos oceanos, liberta alguns elementos químicos que sobretudo no meio ambiente, poderão levar até duzentos anos para se decomporem.

Eventualmente grande parte dos estabelecimentos do setor da restauração, incluindo as cadeias de fast food, já utilizam palhinhas ecológicas. Sejam estas de inox, modelos de papel ou até mesmo em bambu.

Bambu

O bambu é um dos símbolos de sustentabilidade há muito tempo. Uma madeira que pode ser cortada, que cresce rapidamente e não polui o meio ambiente. Este material não podia faltar na produção deste utensilio tão indispensável para algumas pessoas, mas de forma ecológica.

Inox

Estas podem ser reutilizadas, facilmente transportadas e lavadas com o escovilhão ou na máquina de lavar loiça. Certamente que são bastante resistentes.

Papel

Este tipo de palhinhas é de uso único e com um curto período de vida para a sua biodegradação.

As palhinhas ecológicas já são uma tendência em Portugal. Se ainda não tem o seu para usar em casa, ou mesmo para levar consigo quando for ao restaurante, pense sobre esta questão ecológica, um pequeno ato já pode fazer diferença amanhã.

Não é em vão que em países desenvolvidos as palhinhas de plástico foram completamente eliminadas.

Conheça todos os modelos que temos disponíveis e veja também as nossas novidades, através do nosso blog. Siga-nos nas redes sociais: Facebook Instagram .